23 setembro 2005

É irônico que eu, que detesto atrasos, já chegue atrasada para as apresentações, mas...

Olá, meu nome não é Lys.

Como?

É assim: minha mãe me deu um nome que eu acho bem bonito e que, segundo dizem, significa "forte", "vigorosa". E eu sou forte mesmo, mas não de todo. Será que a gente pode ser forte e medrosa? Parece incoerência, mas eu tenho medo de tudo: de ladrão, de sapo, de andar na montanha-russa e até de ser eu mesma, por isso, quando sou 100% autêntica (o que só acontece quando escrevo), assino Lys, para que ninguém que me olha nos olhos descubra minhas fraquezas e pecadinhos mortais.

Formada em Letras, lecionei Inglês por pouco mais de um ano até descobrir que era mais divertido quando eu dava aulas para as minhas bonecas, aos oito anos. Sou apaixonada por idiomas, principalmente o nosso. Saio por aí fazendo cursos e brincando de ser poliglota, o que é uma mentira deslavada. Dominar pelos chifres, só o Inglês mesmo, o resto é enganação.

Ariana atípica, talvez pelo ascendente em Libra (eu não entendo nada de horóscopo), não sigo meus impulsos; vou pensando, contendo, pesando, medindo conseqüências até ser tarde demais para tirar qualquer proveito de uma novidade. Não arrisco nada, e todo mundo sabe que quem não arrisca não petisca. Mas aí tem o outro lado: ariana contida chega uma hora em que rompe o dique, e aí é um salve-se quem puder; a fúria supera Katrinas e Ritas.

Aos trinta e quatro anos, inventei de fazer Psicologia, e hoje, quatro semestres depois, ainda não me arrependi. O curso ajuda a manter minhas sinapses ativas, missão impossível no meu trabalho de secretina do presidente de uma grande empresa, onde o ócio me possibilita ficar a maior parte do tempo na Santa Internet, salvadora dos bem pagos para não fazerem nada.

Amo palavras, árvores e bichos. Odeio deslealdade, desrespeito e falta de gentileza. Dirigir, para mim, é terapia. Sexta passada, vendo o Globo Repórter, quis ser como a senhora chinesa de vestido colorido que apareceu dançando numa praça como se isso fosse banal, mas eu sou tímida e não posso. Sou mais feliz de jeans, camiseta e tênis, mas, por causa do trabalho, tenho que andar por aí vestida de mulherzinha refinada. Não sei usar delineador, mas acho lindo. Não sei tocar piano, mas queria.

No mais, estou muito contente de poder estar aqui trocando figurinhas com D. Aninha Penkala, Ione e Thata, que eu já conheço e adouro, e de Léli, Carole, Angélica e Sada Abe, que quero juntar ao grupo de pessoas bacanas que encontrei no ciberespaço.

Muito prazer.

12 Comments:

Blogger Renata said...

acho que vocês não tem idéia de como estão me fazendo bem. adorei o post, lys.

10:26 AM  
Blogger Thata said...

Rê, servimos bem para servir sempre ;)
Lys, bem-vinda ao nosso clube da Luluzinha! Que bom que você chegou!!

10:33 AM  
Blogger Ione said...

Ai, que tuda. Eu e a Lys e a Lys e nós: juntinhas!, feito música de Tim Maia.

11:52 AM  
Blogger Samara L. said...

Prazer o meu. E vale pra todas. ^_^
Embora eu esteja quase quase que querendo me perder no meio desse mulheril todo...rs

12:02 PM  
Blogger Ana Paula said...

oi, Lizbella, chega bem que chega, não importa o atraso. até porque a gente aqui é meio que nem noiva, né? pode chegar atrasada sim!

1:25 PM  
Blogger angélica freitas said...

:-D

9:28 PM  
Blogger Lys said...

Obrigada, Renata! Mesmo!

Meninas do Diafragma, tô gostando taaaaanto disso aqui!

12:11 PM  
Anonymous Suzana said...

Oi, Lys, estava com saudades de você. Hum, eu te imaginei assim mesmo, viu? E quanto a ser "secretina de uma grande empresa" eu sou quase isso, só que de três empresas - as atribuições de babá são semelhantes...:o)
Já gravei vocês no Favoritos. Bjs

8:42 AM  
Blogger Lys said...

Suzana, andei afastada por conta das férias, mas tô voltando!

7:55 AM  
Anonymous Wagner said...

Achei curioso o nome do blog, já que DIAFRAGMA não se aplica apenas à descrição que foi escolhida pelo grupo. Além de você, Lys, eu já "conheço" algumas das meninas de comentários no seu Desvelar ou de seus próprios blogs; outras, só vou conhecer a partir de agora.
Praticamente uma casa (ou blog) das 7 mulheres — no caso aqui, oito.

8:08 AM  
Blogger Léli said...

Lys, prazer em conhecer! Estou muito feliz, estou amando esse blog.

12:31 PM  
Blogger Lys said...

Léli, a melhor coisa essa idéia da Ana Paula, né?

6:49 AM  

Postar um comentário

<< Home