07 fevereiro 2006

Lição de Moda

Me constrange o fato de escrever tão pouco aqui. Eu penso, penso e não me vem nada que seja de interesse para alguém mais além do meu próprio umbigo. Aparentemente só sirvo mesmo para escrever textinhos do tipo "Querido Diário".

Há algum um tempo, tenho esse post na cabeça. Não escrevi antes porque precisava de um desenho ilustrativo, que pedi à nossa talentosa Ione e ela jamais fez. (Sim, Ione, revelo agora toda a sua perfídia. Hehehe). Então, vamos sem desenho mesmo.

O assunto é moda. Por menos vaidosa que seja, qualquer mulher tem algo a dizer sobre isso, certo? Então tá, não é só o meu umbigo que pode querer ler este post.

Em setembro último, fui convidada para um almoço for women only numa instituição respeitadíssima no Estado do Rio de Janeiro, coisa muito fina. Durante a comilança, G.K.* fez palestra. Já ouviram falar de elegância de comportamento? Pois é o nome da moça. Voz agradável, delicadíssima com os interlocutores, inteligente, papo interessante e, acreditem, nada afetada. Já as roupas... Quer dizer, o problema não eram as roupas mas a combinação roupas-acessórios: calça cinza e spencer de tweed; sobre o spencer (de tweed!), nada mais nada menos que um cinto com estampa de oncinha e, como toque final, um colar enorme que deve ter sido adquirido em alguma incursão ao Alto Xingu.

Pena que não tem foto ou desenho da Ione aqui, porque a visualização do efeito é muito necessária. No fim das contas, acho que dava para classificar o estilo como clássico-urbano-étnico. Eu não usava nem amarrada. Mas eu não entendo nada de moda.


* Não boto o nome da célebre consultora de moda porque não quero que ela me ache no Google e fique brava comigo, afinal eu gostei muito dela, mesmo, apesar de nossos gostos não combinarem nadinha. ;)