02 outubro 2008

de amizades, de amores...

É engraçado como sabemos de algumas coisas por puro instinto ou intuição. Tipo o que acontece quando se olha para alguém e algo ali, naquela pessoa não bate bem e meses mais tarde se descobre uma rusginha no caráter dela ou que ela aprontou pra ti. Mas o mais impressionante é quando a impressão é totalmente contrária. É impressionante porque é bom demais encontrar alguém, falar poucos minutos e parecer ter encontrado um amigo da vida inteira.
Não tem como saber isso sem sentir, mas a vida, sempre ela, essa estrada longa, por vezes afasta estas pessoas.
O bom é que comigo vira e mexe acontece estas coisas, reencontro velhos amigos que há anos não via, vou fazer uma seleção e na sala de espera conveeerso com outra concorrente e no primeiro dia de aula já somos velhas amigas, fico sempre em contato com amigos que estão longe e quando sonho com eles é como se eles nunca tivessem ido embora.
Mas nos amores... ih! estes são confusos. Na verdade, sempre soube quando estava sendo gostada de verdade. E tive o prazer de amar por duas vezes, com reciprocidade naquele tempo que durou, afinal, como dizia o "poetinha" 'não seja infinito posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure". Só que sinto falta de AMAR. Também sinto falta de andar de mãos dadas e de rir das bobagens que ele falava. A chama me parece ter apagado, mas quem sabe debaixo da cinza não tem uma brazinha ainda viva? Vamos esperar, porque embora muitas pessoas digam que estão bem resolvidas e felizes e que a solidão não existe, eu ainda acredito no "poetinha" e concordo que 'é impossível ser feliz sozinho'. E não tô falando só de namorado, marido, sexo. Tô falando de família, de amigos, de companheiros de farra. Não dá pra ser feliz sem eles. Até pode-se tentar substituir sexo por chocolate, amigos pela tevê ou por livros, a família... mas uma presença faz falta sim. E quem diz que não tá mentindo sim. Tá mentindo pra si mesmo, que é a pior mentira.

1 Comments:

Blogger João Luiz Pereira Tavares said...

Na música brasileira temos a baixa-cultura corroborada pelo PT nesses 13 anos. O atual lixo cultural do Brasil petista.

Em 2016:

DILMA é um produto a ser consumido e comprado (mesmo que sem dinheiro). Um produto tal qual um "Danoninho©", produto esse industrial, com sedutoras fotografias de suculentos morangos externos (naturalmente que não física e materialmente internos!). Pegando na real o consumidor pela imagem mítica e não pela realidade interna.

«Coração-Valente©» (até Lula sabe! Não sejamos bobos): tal qual a frase mítica do Danoninho© que "vale por um bifinho", também a pupila de Lula utiliza-se de um simulacro mítico que não reflete o "interior do pote"; a saber: a incapacidade dela de governabilidade, péssima articulação política (Maquiavel), horroroso projeto econômico de fiasco a pino, e ineficácia republicana, fraude. ¿O que adianta, então, afinal, o mito publicitário engana-trouxa de «Coração-Valente©»? Adianta nada!

E, complexando um pouco [não precisava...; mas vai aí], que discursa assim: «(...) não acho que quem ganhar ou quem perder, nem quem ganhar nem perder, vai ganhar ou perder. Vai todo mundo perder.». Esse é o ver-da-dei-ro Coração-Valente© dos anos 60... Ponto final.

Eis aí a utilização de clichês publicitários míticos para pegar o eleitor pelas VÍSCERAS: acertados, mas, verdadeiramente, engana-trouxa... A minoria escapa da artimanha, da burla e da ilusão petista.

Verdadeiramente, a VIGARICE & picaretagem é a POPULARIDADE DE MITOS como a MITOLOGIA do «Coração Valente©,»… Um produto a ser vendido e comprado pelo eleitor, devido apenas ao vazio do mito.

E, também, por outro lado, o problema é a SUAVE & disfarçada truculência do PeTê… Repare:
É evidente que o Petismo se utiliza de técnicas das mais brilhantes de publicidade; brilhantes, mas embusteiras.

¡Jamais 1 Danoninho© vale por um bifinho!

P.S.:
¿Como identificar um petista? Simples! Pela escrita. É singelo e sem enfeites. Veja:

Amam o FHC (de maneira enrustida), a toda hora estão a falar no velho...

E, mais singelo, amam o PSDB à distância -- não chegam perto, a longos 13 anos, falam sem parar no partidinho com rigor acadêmico, análise e tudo... São loucos inconscientes para ter como 2ª mulher ou amante o PSDB... Amor enrustido.

= FIM =

7:18 AM  

Postar um comentário

<< Home